Quantos raios tem a roda da tua vida?

Conhece algum Gineceu!? O Gineceu é um senhor casado, com dois filhos. Geralmente, é um empresário muito conceituado, tem um bom carro, mas tem a seguinte particularidade: nunca está disponível para nada, nem para ninguém, porque vive apenas para o trabalho. 

Acredito que existem muitos Gineceu’s por aí… e na verdade a roda da vida dessas pessoas tem apenas um raio. Aposto que sabe qual é. Sim, ainda por cima é o “raio do trabalho”. Se convidar um Gineceu para fazer parte de uma associação, ele responderá: “Não, porque tenho de trabalhar”. Contudo, se o convidar para ajudar nas festas da paróquia… Ele responderá, igualmente: “Não, porque tenho de trabalhar”. E, se for para ajudar a reparar uma casa social, para alguém desfavorecido… ele também responderá: “Não, porque tenho de trabalhar”. Todavia, se for para ajudar os bombeiros… Ele, responderá: “Não, porque andam sempre a pedir”. Porém, se a sua família o convidar para ir a um concerto musical, em que por acaso o seu próprio filho participará, ele responderá, prontamente: “Não, porque não tenho tempo para essas coisas, tenho de trabalhar”.

Como era …

Na verdade, o Gineceu também não tem tempo para si. Ele não tem tempo para ir ao médico, nem para cuidar da sua saúde ou da sua alimentação. Não tem tempo para ler um livro ou estar uma hora sem fazer nada, sem pensar em nada ou, simplesmente parar para a observar a natureza e escutar o chilrear dos pássaros.

Lamentavelmente, o Gineceu jamais lerá este artigo, porque a leitura não faz parte da sua vida. A vida dele só tem um sentido. E será que faz sentido? Se um destes dias não puder trabalhar ou chegar uma crise económica… ele irá olhar para o lado e ver que tudo à sua volta está diferente e estará só, pois todos terão ido embora da sua vida. Nesse momento perceberá se a sua vida fez ou não sentido.

A vida que vale a pena ser vivida é como uma roda com vários raios. E, esses raios devem estar em equilíbrio para a fazer rodar livremente e a uma velocidade constante.

No presente …

Olhemos, agora para a Androceu. O Androceu é uma senhora casada com um filho e que está sempre presente, que valoriza a vida, o trabalho, a saúde, a família e as atividades sociais e religiosas. É uma pessoa que tem como objetivo o equilíbrio da sua roda da vida.

Ela valoriza todas as áreas da vida: a saúde, o exercício físico, a religião, o trabalho, as atividades sociais, as atividades políticas, e sobretudo a vida familiar. E, está sempre disponível e tem sempre tempo para tudo.

Na verdade, a Androceu um dia dirá com toda a certeza: “A minha vida foi uma vida que realmente valeu a pena, porque valorizei verdadeiramente tudo e todos”.

Sê feliz! Faz alguém feliz. Não sejas Gineceu e, sim Androceu.